sábado




fragmentos dos diários de Frida Kahlo.
Correspondência via email, advinhando as linhas de minha alma.
A certeza de que apenas a arte salva, nesses tempos de fúria.

9 comentários:

Laura disse...

Dai, vc está arrasando. Que barato!!!! ter estes fragmentos é demais, amanhã volto para ler. Estou mto triste com a doença da minha amiga, não dá pra ser feliz com ela lá na cama, péssima, mas estou torcendo para que sobreviva.
ai que sofrimento, ela sofre mto de dores.
BOm domingo para vc. venha me ver qdo puder, estamos pertinho, eu até iria ai, é só me sentir melhor.
Bjs laura

Julie disse...

Sempre bom visitar voce.
Bom domingo.
Beijo

Turmalina disse...

Oiiii.... achei!!!
E que sorte logo dar de cara com os fragmentos de Frida...adoro o amor dela pelo Diego, é forte, fortíssimo!!!Beijo

Tom disse...

Nossa!
Tão poucos artistas têm a coragem de desnudar a sua alma como Frida teve... embora sua arte não seja das minhas favoritas, só a sua valentia e entrega valem toda a minha admiração!
Beijo!!!

Camille disse...

Bonito sim. E é a pura verdade: em tempos de fúria só a arte salva. Estou navegando num mar em fúria atualmente. Bom te ter de volta e o template ficou delicado, lindinho. Beijos.

Mani disse...

Eu li um livro sobre como o corpo dela a atormentava com dores...E enfim, me aproximei dela. beijao

ci disse...

Oi linda, que bom ter postado aqui as páginas soltas de um diário de dor e leveza... Assim, vc compartilha desse momento lúdico de descobertas e medos, rsrsrs. bjoooosss

Camille disse...

Dai, mudei de blog. Agora é http://tousdimanche.blogspot.com/
Beijos.

Blue Woman disse...

Q legal! Quantas coisas interessantes aqui. Voltarei mais vezes!